1. Home
  2. DESTINOS
  3. Barcelona proíbe plataforma aluguer de quartos turísticos em habitações

Barcelona proíbe plataforma aluguer de quartos turísticos em habitações

0
0

As plataformas de vendas de dormidas em aluguer de quartos turísticos em habitações partilhadas foi suspensas pela Câmara Municipal de Barcelona.

A suspensão das licenças permite ao Governo da Catalunha é uma proposta coordenada entre municípios e o governo regional que garantirá habitação e assim resolver o problema da crise habitacional,  que se agravou com a crise do novo coronavírus, segundo Janet Sanz, vice-presidente para Ecologia, Urbanismo, Infraestruturas e Mobilidade de Barcelona, citada na imprensa espanhola.

Segundo a representante do Governo o decreto-lei do Governo da Catalunha apresenta imprecisões como limite da temporalidade e das estadas, a capacidade ou a duração das licenças, e instou a Generalitat a incorporar mais instrumentos – planos urbanos, portarias, entre outros – e acompanhar as câmaras municipais para terem mais competências no controlo e fiscalização das habitações.

Segundo ainda Janet Santz o governo regional deveria regular a actividade para evitar a especulação e defendeu a compatibilidade entre a actividade turística e o acesso à habitação. Janet Sanz argumentou ainda que a especulação e a rentabilidade “jogam contra” o povo de Barcelona e que o decreto-lei se destina a favorecer uma determinada actividade afastada dos interesses da cidade.