1. Home
  2. CIA
  3. AÉREAS
  4. TAP lidera transporte de passageiros internacionais para o Brasil

TAP lidera transporte de passageiros internacionais para o Brasil

0
0

A companhia aérea TAP foi a empresa não brasileira que mais transportou passageiros em voos internacionais para o Brasil, no período de julho de 2019 a julho deste ano, demonstrando sua importância estratégica tanto para Portugal como para os brasileiros. A empresa portuguesa transportou no total 1,7 milhões de passageiros neste período e faturou R$ 3,6 milhões (reais).

 

Os números são Agência Nacional de Aviação Civil (Anac/Brasil) que mostram que com a pandemia de covid-19, nos meses de Abril a Junho, inclusive, a TAP tinha perdido essa posição, nomeadamente para a Lufthansa, sem perder, no entanto, a liderança no acumulado do ano.

 

A informação da ANAC brasileira indica que a TAP transportou 1,795 milhões de passageiros em voos de/para o Brasil no ano de 2019, só sendo superada pelas brasileiras LATAM, com 5,547 milhões, e GOL, com 2,079 milhões.

 

A segunda companhia aérea europeia com mais passageiros transportados de/para o Brasil foi a Air France, com 722 mil, ou seja, menos de metade da TAP, seguida por KLM, com 522 mil, Alitalia, com 492 mil, Lufthansa, com 463 mil, Ibéria, com 383 mil, British Airways, com 332 mil, e Air Europa, com 330 mil.

 

ANAC Brasil aponta que no mês de Julho, a TAP transportou para o Brasil cerca de 11 mil passageiros internacionais de vários pontos do mundo, uma queda de 94,1% em relação ao mesmo período de 2019. Parece muito, mas comparado com as outras companhias aéreas internacionais que voam para o Brasil, significa que a companhia portuguesa teve uma queda ligeiramente inferior à do transporte aéreo internacional que foi em 96,1%, com apenas 85.431 passageiros, quando em Julho de 2019 tinham sido 2,2 milhões e a TAP transportara 183 mil.

 

Queda internacional de 37,4%

 

No período de julho de 2019 a julho de 2020, os aeroportos brasileiros contabilizaram 15,3 milhões de passageiros oriundos de voos internacionais, registando assim uma queda em 37,4%. Pela TAP, voaram 1,152 milhões de passageiros, que é uma queda que se situa em 33,7%, ou seja, é 3,7 pontos menor que o decréscimo do mercado.

 

Ainda segundo os mesmos dados da ANAC Brasi,l para os meses de Agosto de 2019 a Julho deste ano,  a TAP foi a maior companhia não brasileira, em número de passageiros de voos internacionais nos aeroportos brasileiros, só ficando atrás da brasileira LATAM, com 3,414 milhões, e GOL, com 1,307 milhões, as quais têm, no entanto, quebras mais fortes, em 40,6% e em 34,9%, respectivamente.

 

Depois da TAP, a maior companhia aérea europeia em passageiros transportados de/para o Brasil é a Air France, com 476 mil, KLM, com 355 mil, Alitalia, com 310 mil, Lufthansa, com 309 mil, Iberia, com 256 mil, Air Europa, com 220 mil, e British Airways, com 207 mil.

Assim, a TAP foi a transportadora de 7,5% dos passageiros de voos internacionais nos aeroportos brasileiros, a Air France tem uma quota de 3,1%, a KLM, 2,3%, Alitalia, 2%, Iberia, 1,7%, Air Europa, 1,4%, e British Airways, também 1,4%.

 

A informação da ANAC Brasil indica também que a TAP é das companhias aéreas europeias que têm menor queda de passageiros em relação ao período homólogo anterior (Agosto de 2018 a Julho de 2019), com -33,7%, apenas pior que a KLM, com -31,3%, Iberia, com -26,8%, e Air Europa, com -29,4%.

A Air France tem uma quebra de passageiros em 34,7%, a Alitalia tem -35,6%, a Lufthansa tem -34,1% e a British Airways tem -36,3%.