Home CIA AÉREAS Azul anuncia volta dos voos diários Brasil/Portugal em junho

Azul anuncia volta dos voos diários Brasil/Portugal em junho

0
0

 

 

A companhia aérea brasileira Azul surpreendeu a todos agora a noite com o anúncio que a partir de 8 de junho terá voos diários de Campinas, em São Paulo para Lisboa, demonstrando a sua determinação em suprir uma demanda existente entre Brasil e Portugal. Vale lembrar que a Azul é atualmente a única empresa que realiza ainda voos semanais para capital portuguesa, mostra disposição e muita garra de continuar cumprindo seu papel.

“É com enorme satisfação e, acreditando no breve regresso do fluxo de viagens, que anunciamos a retomada dos voos Lisboa-São Paulo (Campinas)-Lisboa”, anunciou a companhia aérea em comunicado.

De acordo com a informação divulgada, a Azul vai continuar a realizar um voo por semana na rota de Lisboa até 7 de junho, tal como a companhia tinha anunciado a 7 de abril, passando a voos diários no dia seguinte.

“Os voos irão operar uma vez por semana até dia 07/06. A partir do dia 08/06 a operação será diária, com os modernos A330-900neo”, acrescenta a companhia aérea brasileira no comunicado enviado à imprensa.

A companhia aérea brasileira começa dessa forma a ocupar o espaço deixado pela portuguesa TAP. A Azul refere ainda que os voos diários estão já disponíveis para venda através dos GDS.

A princípio a Azul decidiu manter, até 1 de junho, uma ligação aérea por semana entre Lisboa e São Paulo-Campinas, numa decisão que foi justificada com a necessidade de repatriar os clientes afetados pelas restrições de viagens na sequência da pandemia de COVID-19.

Antes da pandemia, que parou praticamente todo o transporte aéreo de passageiros no mundo, a companhia aérea brasileira realizava dois voos diários para Lisboa e três ligações por semana para o Porto.

A decisão arrojada da Azul é uma clara demonstração de que o empresário David Neeleman, que também é acionista da TAP, está decidido em manter a rota Brasil/Portugal; faça chuva ou sol. A decisão deixou milhares de brasileiros e portugueses, que utilizam essa rota, aliviados e prometem lotar os aviões da Azul. Um fato que poderá mudar a configuração que existia nestes voos regulares antes da pandemia.