Home CIA AÉREAS Azul continua com voos semanais para o Brasil

Azul continua com voos semanais para o Brasil

0
0

 

 

A companhia aérea brasileira Azul continua realizando voos semanais entre Lisboa e o aeroporto de Campinas, em São Paulo. A operação pelo menos está mantida até dia 1 de junho. Segundo Giuliano Ponzio, Regional Commercial Manager da Azul para a Europa, os voos se destinam ao repatriamento dos clientes afetados pelas restrições de viagens na sequência da pandemia de COVID-19.

O executivo da Azul disse ainda os voos encontram-se disponíveis para venda no GDS para aqueles clientes que não tenham bilhete e desejem adquiri-lo. Segundo ainda ele é importante destacar que há que ter atenção às políticas de fronteiras vigentes para entrada no Brasil e na UE, devido a situação da Covid-19.

Os voos têm escala técnica na cidade de Recife e vão ser realizadas em aviões A330-900neo. Os voos com partida de São Paulo acontecem às quintas-feiras durante o mês de abril. Já os voos com partida de Lisboa têm são às sextas-feiras, incluindo o voo previsto para dia 1 de maio.

Os voos previstos para o resto do mês de maio, com partida de São Paulo decorrem aos domingos, enquanto as ligações com saída de Lisboa estão previstas para as segundas-feiras, neste caso incluindo também o voo agendado para dia 1 de junho.

Vale lembrar que a companhia aérea portuguesa TAP suspendeu todos seus voos desde o dia primeiro de abril, deixando um mercado de passageiros entre o Brasil e Portugal sem atendimento, que passa ter a atenção a partir de agora pela brasileira Azul, que tem como dono o brasileiro/norte-americano David Lemann, um dos acionistas da TAP.

A Azul tinha anunciado, a 22 de março, a suspensão das suas rotas para Portugal, estimando retomar os voos para Lisboa no final de abril, enquanto os voos com destino ao Porto apenas devem ser retomados em março de 2021.

Outro lembre é fato de que a companhia aérea brasileira realizava dois voos diários para Lisboa e três ligações por semana para o Porto e agora é a única a realizar voos entre o Brasil e Portugal, podendo ser um novidade para o futuro cenário da aviação aérea quando passar a pandemia.