Home CIA AÉREAS Governo português ameaça nacionalizar TAP

Governo português ameaça nacionalizar TAP

0
0

Ministro Pedro Sizo, disse que o governo português poderá usar “meios” para nacionalizar a TAP

A companhia aérea TAP vem sendo alvo de interesses de grupos estatizantes do governo português que estão a se aproveitar da crise momentânea, causada pela pandemia do coronavírus, para iniciar um momento de nacionalização da empresa. Uma decisão considerada desnecessária, porque o atual grupo de investidores privados que detém maioria das ações é sólido e tem demonstrado competência na modernização da empresa, que estava sofrendo um processo de sucateamento.

 

Para os economistas a nacionalização da TAP, neste momento iria tirar recursos importantes para atender a milhões de portugueses que precisam da ajuda financeira do governo, assim como as vítimas da contaminação. A primeira manifestação do plano de nacionalização foi realizada pelo ministro da Económia, Pedro Siza Vieira, ao declarar que não descarta a possibilidade virem a ser nacionalizadas empresas para combater as consequências econômicas do surto de Covid-19 .

 

O ministro admitiu mesmo que, no caso da TAP, o governo poderá usar todos recursos para “salvaguardar a posição estratégica” e “assegurar a preservação” do valor da companhia aérea.

“O Estado tem ferramentas para nacionalizar empresas e vai usá-las se achar conveniente”, ameaçou o ministro da Economia e da Transição Digital, na ultima terça-feira(321), no Fórum TSF, explicando que o estado de emergência decretado pelo Presidente da República abre margem a essa possibilidade.

 

Pedro Sizo preferiu não entrar em pormenores, mas avisou que o governo “não deixará de usar todos os poderes a ser favor para salvaguardar a posição estratégica” na TAP, assim como para “assegurar a preservação” do valor da transportadora nacional.

 

Pedro Siza Vieira revelou ainda que fez um pedido à Comissão Europeia para lançar novas linhas de crédito com uma margem de 7 mil milhões de euros e, de forma a ajudar à liquidez das empresas, deu também ordens para acelerar “o pagamento de quase 120 milhões de euros” de dívidas a fornecedores.

Investidores

Atualmente a TAP tem como acionista majoritário o empresário brasileiro/norte-americano David Nelmann, que implanto um arrojado programa de modernização da empresa com a compra dos modernos aviões 321NEO LR, que são mais econômicos e com tecnologia de reduz de gás carbônico, atendendo as normas ambientais.

 

O presidente atualmente da TAP é o brasileiro, Antonoaldo Alves, um executivo que implantou novas rotas de destinos turístico para o Brasil e Europa, ampliando leque da malha aérea da companhia, transformando a empresa em uma das maiores do mundo.