1. Home
  2. DESTINOS
  3. Turismo: Governo Português elabora plano para o efeito coronavírus

Turismo: Governo Português elabora plano para o efeito coronavírus

0
0

O ministro  Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira disse que o Governo vai trabalhar “todos os dias” com o setor do Turismo para combater o impacto do novo coronavírus. Segundo ainda ele  depois da reunião com as empresas de atividade turística, que ocorreu terça-feira (10). O ministro acredita que é “prematuro” anunciar medidas específicas para o setor.

Pedro Siza Vieira disse ainda que os apoios ao Turismo são um tema a ser trabalhado diariamente e não numa altura específica “Isto é para estarmos a trabalhar todos os dias, para responder a uma questão que obviamente preocupa empresas, trabalhadores, mas que merece toda a atenção do Estado”, declarou ele.

Para o ministro “as preocupações essenciais” estão ligadas a preservação do emprego e com a situação de tesouraria das empresas.

“Não há receitas nos próximos tempos e, portanto, é necessário continuar a fazer face às obrigações no pagamento de salários e outras necessidades”, declarou ainda ele.

Pedro Siza disse ainda que em vista a possível retoma futura do setor, dizendo que quando surgir “vai ser necessário que as empresas estejam preparadas para responder” , enfatizou.

O governante relembrou ainda a linha de apoio, de 2 mil milhões de euros, à tesouraria das empresas afetadas pela epidemia do novo coronavírus, um apoio que considerou “muito importante”.

Presidente da CTP

O presidente da CTP, Francisco Calheiros, também presente a reunião deu uma declaração dizendo que , “a grande preocupação que as empresas têm é a manutenção dos postos de trabalho”. “Se amanhã houver necessidade de trabalharmos noutro tipo de apoios ou de haver reuniões de urgência para colmatar as dificuldades que entretanto forem aparecendo, o Governo está completamente disponível para isso, e é isso que nós pretendemos”, disse o presidente da CTP.

Francisco Calheiros lembrou ainda que setor de turismo esteve a sensibilizar o Governo de que “é urgente que essas medidas cheguem às empresas, mas que cheguem mesmo, e não fiquem no papel”.

O presidente da CTP  também se referiu à futura retoma do setor, esperando que aconteça já no verão, e que nessa altura “a oferta esteja instalada para poder satisfazer a procura que Portugal sempre teve” a nível turístico.

A reunião no Ministério da Economia contou com presidentes de associações de viagens, hotéis, restauração, aluguer de veículos e ainda com o presidente executivo da TAP, Antonoaldo Neves, e com a ANA – Aeroportos de Portugal, representada pelo presidente do Conselho de Administração, José Luís Arnaut.