Home CONEXÃO BRASIL EuroAtlantic Airways pode voltar a voar para Nordeste Brasileiro

EuroAtlantic Airways pode voltar a voar para Nordeste Brasileiro

0
0

Presidente da Embratur (à direita) se reúne com membros do Conselho de Administração da EuroAtlantic Airways, Eugenio Fernandes e Tomaz Metello

O Presidente da Embratur Gilson Machado Neto esteve reunindo em Portugal com o presidente de Administração da companhia aérea EuroAtlantic Airways, Tomaz Metello, e se comprometeu em trabalhar para modificar a legislação que cria entraves para empresa operar com voos para o Brasil, e assim aumentar a conectividade entre os dois países.

O presidente da EuroAtlantic lembrou com saudosismo a época que a empresa voava para Maceió, saindo de Lisboa. Operação que era um sucesso de vendas, já que a capital alagoana tem as praias mais lindas do Brasil e uma orla maritima aconchegante e disse que tem interesse a voltar a operar em Alagoas.

“O  Brasil precisa de desburocratizar para melhor atrair empresas internacionais e, consequentemente, atrair mais visitantes e recursos para o país. “É importante que sejam estabelecidas parcerias com outras companhias aéreas. A TAP, por exemplo, utiliza aeronaves da EuroAtlantic Airways para operar Lisboa-Caracas duas vezes por semana”, informou o presidente Tomaz Metello.

Gilson Machado Neto informou ao fundador da companhia que o aeroporto de Maceió esta passando por um processo de reclassificação e assim ter voos regulares com aviões maiores. “Um dos principais trabalhamos que temos feito, após assumir a Presidência da Embratur, é conversar com representantes de empresas nacionais e internacionais para aumentar o fluxo aéreo para o Brasil. A mudança de categoria do aeroporto Zumbi dos Palmares, em Alagoas, também esteve nas tratativas que tivemos no estado”, disse o presidente.

Para Tomaz Metello, a EuroAtlantic pode ajudar a melhorar o tráfego de aviões no Brasil. “Basta que a agência reguladora responsável pela aviação civil autorize empresas aéreas nacionais a buscarem capacidade extra com a nossa companhia”, defendeu. Ele sugeriu, ainda, que haja no Brasil uma legislação temporal “para abertura de contratação de empresas do exterior, por um período de tempo (6 meses, por exemplo)”. O representante da companhia afirmou que essa é uma das possibilidades de resolver a falta de aeronaves no Brasil.

Ainda durante o encontro, que também contou com a presença de Eugenio Fernandes, CEO e membro do Conselho de Administração da EuroAtlantic Airways, e do diretor de Marketing da Embratur, Osvaldo Matos, o presidente do Instituto apresentou as novas ações desenvolvidas para atrair mais turistas internacionais para o Brasil. Um dos destaques elogiados pelos representantes da companhia aérea foi a isenção de vistos para australianos, canadenses, norte-americanos e japoneses. “A ideia da liberação dos vistos é uma jogada fantástica do governo brasileiro, pois tira barreiras para a locomoção de turistas pelo mundo”, afirmou Tomaz Metello.

 Reclassificação

O aeroporto Zumbi dos Palmares em Rio Largo está em processo de reclassificação para categoria Delta (D), o que possibilita a operação com voos regulares internacionais. Segundo o superintende da Infaero em Alagoas, Adilson Pereira, agora falta muito pouco para isso e anunciou que na próxima semana, uma equipe de topografia estará realizando um das ultimas etapas para isso.

Adilson Pereira disse que aguarda que a empresa distribuidora Equatorial conclua a obra de rebaixamento de uma rede elétrica, que foi instalada próximo a pista de aproximação e também a retirada de andares de imóveis, que foram construídos irregularmente naquele local.

O superintende disse ainda, que se essas duas providencias forem realizadas, o aeroporto Zumbi dos Palmares será reclassificado para categoria Delta e ai tudo será resolvido. Para isso será preciso a união de todos que desejam o desenvolvimento do turismo em Alagoas.