Home CONEXÃO BRASIL Amazonia terá melhor malha aérea para viabilizar o turismo internacional

Amazonia terá melhor malha aérea para viabilizar o turismo internacional

0
0

As perspectivas do turismo na região da Amazônia foram tema de reunião na Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) Gilson Machado Neto, presidente da autarquia, e Roselene Medeiros, diretora da Amazonastur, apontaram que o principal desafio será melhorar a malha aérea internacional de Manaus e investir na divulgação das belezas da natureza local no continente europeu.

 

“Eu e o Presidente Bolsonaro estamos comprometidos em incentivar o ecoturismo no país. Os americanos e europeus precisam de melhores condições e informações para virem ao Amazonas e passarem por experiências únicas em suas vidas”, afirmou o Presidente da Embratur.

 

Gilson Machado Neto afirmou que a divulgará a Amazônia e do Estado do Amazonas nas principais feiras internacionais que a Embratur participa. Ele destacou ainda a necessidade de um marketing proativo, que instigue o estrangeiro a vir para o país. “A retomada de voos diretos com a Europa seria um passo importantíssimo e que complementaria o trabalho de exposição de nossas belezas naturais que faremos, em parceria com a Amazonastur”.

 

Roselene Medeiros informou que cerca de 300 mil europeus visitam anualmente a região. Um turismo segmentado, de pessoas que buscam experiências com a Floresta ou com festivais famosos, como é o caso de Parintins. “Temos um público muito bom dos Estados Unidos e agora os números europeus estão melhorando. Agradecemos muito a Embratur e o Presidente Bolsonaro pelo apoio demonstrado”, concluiu.

 

Segundo a empresta estadual amazonense, 106.431 turistas internacionais desembarcaram em Manaus entre janeiro e julho de 2019. Um número cerca de 5% maior que o ano anterior.