Home CONEXÃO BRASIL Voos diretos e cruzeiros para floresta amazônica no Brasil

Voos diretos e cruzeiros para floresta amazônica no Brasil

0
0

Mozart Luna- correspondente/Brasil 

Um das mais belas floresta tropicais do mundo, poderá ser um dos destinos turísticos mais procurados pelos europeus, graças a iniciativa do Governo Brasileiro, através do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), que garantiu a captação de voos diretos para cidade de Manaus, capital do Estado do Amazonas.

Segundo comunicado oficial emitido pela assessoria de imprensa da Embratur, “O presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Gilson Machado Neto, garantiu apoio na captação de voos de companhias aéreas da Europa para Manaus, no Amazonas. O pedido veio da presidente da Amazonastur, Roselene Silva de Medeiros, que esteve no Instituto nesta quarta-feira (24). Segundo ela, “há empresas interessadas no Brasil e tende a acatar o que a Embratur atesta”.

Segundo a Embratur o presidente Gilson Machado Neto vai se empenhar pessoalmente nas negociações com as empresas aéreas par concretizar os voos.  “Dando prosseguimento à nova política do presidente Jair Bolsonaro, de tornar o Brasil um país aberto, coloco nossa equipe técnica à disposição para começarmos, de fato, a encabeçar voos diretos que ligarão a Europa a Manaus, já que, atualmente, a região não tem nenhuma conexão com o continente”, disse o presidente do Instituto.

Segundo ainda o comunicado da Embratur, “neste primeiro momento, de acordo com ele, a Embratur vai trabalhar de forma técnica, em contato com as companhias interessadas, para entender as principais demandas, auxiliando com informações de mercado, quais as contrapartidas e demais ajustes para as tratativas de acordo e garantia da captação dos voos”.

A floresta amazônica sempre despertou grande curiosidade dos europeus, graças a diversidade de vida existente, além da cultura dos povos indígenas, que poderão ter no desenvolvimento do turismo uma forma de captação de renda e consolidação de suas tradições, além do conhecimento da floresta.

Cruzeiros no Amazonas

Ainda nesta quarta-feira, o presidente da Embratur, Gilson Machado Neto, recebeu Marco Ferraz, presidente da CLIA Brasil, entidade que tem o objetivo de atuar na regulamentação, promoção e expansão de cruzeiros marítimos no Brasil. O representante apresentou dados importantes do setor.

De acordo com Marco Ferraz, depois de 9 anos, o número de leitos para a temporada 2019/20 crescerá 6,3%, além de um maior número de roteiros durante o período, compreendido entre novembro e abril. “Ao todo, teremos que vender mais de 500 mil leitos. Em 2018/19 e 2017/18, já tínhamos crescido 15%, então, acumulamos um crescimento de 36,3% nas últimas três temporadas aqui no Brasil”, destacou.

Um dos desafios apontados pelo presidente da CLIA Brasil é o fortalecimento do Amazonas, que têm 97% de floresta preservada, como destino durante as paradas de embarcações internacionais no verão do País. “A região apresenta lugares que os turistas estrangeiros mais se encantam. O desafio é tornar essa região mais competitiva”, reforçou.

Gilson Machado Neto se colocou à disposição para encabeçar novos encontros entre o governo federal, a entidade que representa o setor e o governo do Estado do Amazonas, com o intuito de atender e fortalecer a presença de cruzeiros marítimos na região.

“Nosso principal objetivo é aumentar o número de cruzeiristas no Brasil, pois apenas 65 mil passageiros passam pelo País por ano. Já tivemos 32 cruzeiros marítimos em águas brasileiras, agora, temos 8. O governo está aberto ao diálogo para que, juntos, reforcemos este que é um setor importantíssimo para a economia do País”, informou o presidente da Embratur.